domingo, 30 de maio de 2010

IBGE- Petrolina PE

Fonte: http://www.ibge.gov.br/cidadesat/painel/painel.php?codmun=291840

Infográficos Cidades@

Petrolina - PE

Dados Básicos

População Área Bioma
281.851 hab. 4.558,54 km2 Caatinga

Localização da Sede

subir

População

> Evolução Populacional

Petrolina

  • 1991175.406
  • 1996189.983
  • 2000218.538
  • 2007268.339
Pernambuco
Brasil

> Pirâmide Etária

Petrolina

Pernambuco
Brasil

HOMENSMULHERES
0 a 412.78412.170
5 a 912.05011.663
10 a 1412.28812.100
15 a 1911.84112.691
20 a 2411.52612.318
25 a 299.65010.460
30 a 348.1909.167
35 a 397.0267.515
40 a 445.3165.918
45 a 494.1404.487
50 a 543.6383.815
55 a 592.6772.757
60 a 641.9182.378
65 a 691.2711.455
70 a 748471.231
75 a 79732793
80 a 84473448
85 a 89137366
90 a 9475128
95 a 993232
100 ...--
tabela
subir

Outros Temas

> Casamentos

Petrolina

  • Casamentos1.107
  • Separações68
  • Divórcios391
Pernambuco
  • 44.624
  • 1.810
  • 7.331
Brasil
  • 959.901
  • 88.252
  • 150.387

> Docentes por série

Petrolina

  • 64.4%
  • 7.7%
  • 27.9%
  • Fundamental2.374
  • Pré-escola284
  • Médio1.030
Pernambuco
  • 65.5%
  • 22.1%
  • 12.3%
Brasil
  • 65.9%
  • 21.9%
  • 12.1%

> Números de escolas por série

Petrolina

  • 53%
  • 33.2%
  • 13.8%
  • Fundamental196
  • Pré-escola123
  • Médio51
Pernambuco
  • 53.9%
  • 6.5%
  • 39.6%
Brasil
  • 53.9%
  • 8.9%
  • 37.2%

> Matrículas por série

Petrolina

  • 72.4%
  • 7.7%
  • 19.9%
  • Fundamental55.848
  • Pré-escola5.901
  • Médio15.367
Pernambuco
  • 69.4%
  • 19.6%
  • 10.9%
Brasil
  • 79.3%
  • 20.7%
  • 0%

> Estabelecimentos de saúde

Petrolina

  • 0%
  • 1.9%
  • 54.3%
  • 43.8%
  • Federais0
  • Estaduais2
  • Municipais57
  • Privados46
Pernambuco
  • 0.4%
  • 1.8%
  • 66.8%
  • 31%
Brasil
  • 1.4%
  • 1.9%
  • 55.3%
  • 41.4%

> Frota municipal de veículos

Petrolina

  • 36.8%
  • 4.5%
  • 0.2%
  • 8.2%
  • 0.4%
  • 42.8%
  • 6.6%
  • 0.5%
  • 0%
  • Automóveis18.847
  • Caminhões2.324
  • Caminhões-trator112
  • Caminhonetes4.188
  • Micro-ônibus188
  • Motocicletas21.919
  • Motonetas3.384
  • Ônibus267
  • Tratores1
Pernambuco
  • 53.9%
  • 4.5%
  • 0.5%
  • 6%
  • 0.7%
  • 30.7%
  • 2.9%
  • 0.9%
  • 0%
Brasil
  • 62.3%
  • 3.8%
  • 0.7%
  • 6.8%
  • 0.5%
  • 21.5%
  • 3.8%
  • 0.8%
  • 0%

> Morbidade hospitalar

Petrolina

  • 51.8%
  • 48.2%
  • Homens214
  • Mulheres199
Pernambuco
  • 50.1%
  • 49.9%
Brasil
  • 55%
  • 45%
subir

Economia

> Despesas e Receitas orçamentárias

Petrolina

  • 53%
  • 47%
  • Receitas185.627.084
  • Despesas164.440.510
Pernambuco
  • 53.4%
  • 46.6%
Brasil
  • 54.3%
  • 45.7%

> Produto Interno Bruto (Valor Adicionado)

Petrolina

  • Agropecuária350.802
  • Indústria257.932
  • Serviços1.144.103
Pernambuco
  • 2.201.204
  • 9.489.597
  • 31.227.506
Brasil
  • 105.163.000
  • 539.315.998
  • 1.197.774.001
subir

Histórico

Petrolina Pernambuco - PE

Histórico

Segundo tradição corrente em Petrolina, o território teria sido desbravado primeiramente por frades franciscanos, sabendo-se que o local em que está situada a Cidade agasalhara a sede de uma fazenda de criação de gado.

Por volta de 1840, não existia ainda o povoado. Passagem obrigatória de boiadeiros ou negociantes do interior de Pernambuco, Piauí ou Ceará, constituía o local ponto de convergência para a travessia do São Francisco, em direção à Bahia, do que resultou a formação de Petrolina, de um lado do rio, e de Juazeiro na margem oposta. A travessia era conhecida como "Passagem do Juazeiro".

Foi o capuchinho italiano Frei Henrique quem aí deu início às prédicas religiosas, a pedido do então vigário de Boa Vista, padre Manoel Joaquim da Silva, e cuidou de erigir no local uma capela, sob a invocação de Santa Maria Rainha dos Anjos, em 1858. A construção foi concluída em 1860.

Tendo em vista a grande extensão do território a seu cargo, o pároco solicitou do bispo Diocesano, D. João da Purificação Marques Perdigão, que apresentasse à Assembléia da Província pedido para ser dividida a freguesia, no que foi atendido através da Lei n.º 530, de 7 de junho de 1862, que elevou Petrolina à categoria de freguesia.

O topônimo encerra ao que se supõe, uma homenagem a D. Pedro II.

Gentílico:

Formação Administrativa

Elevado á categoria de vila com a denominação de Petrolina, pela lei provincial nº 530, de 0706-1862. Sede na povoação de Petrolina.

Pela lei provincial nº 601, de 13-05-1864, a vila é extinta.

Elevado novamente à categoria de vila com a mesma denominação. Pela lei 921, de 18-051870. Instalada em 24-10-1870.

Pela lei provincial nº 758, de 05-07-1867, é criado o distrito de Cachoeira do Roberto e anexado ao município de Petrolina.

Pela lei nº 2, de 20-04-1893, é criado o distrito de Caeira e anexado ao município de Petrolina.

Elevado à condição de cidade com a denominação de Petrolina, pela lei estadual nº 130, de 0307-1895.

Pela lei nº 48, de 05-03-1900, é criado o distrito de Caboclo e anexado ao município de Petrolina.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1911, o município é constituído de 4 distritos: Petrolina, Cachoeira do Roberto, Caeira e Caboclo.

Pela lei municipal nº 30, de 22-04-1931, o distrito de Santa Fé ex-Caeira, passou a denominar-se Rajada. Pela mesma lei o distrito de Caboclo pasou a denominar-se São João Afrânio.

Em divisão administrativa referente ao ano de 1933, o município aparece constituído de 5 distritos: Petrolina, Cahoeira do Roberto, Cahoerinha, Rajada e São João Afrânio.

Em divisões territoriais datadas de 31-XII-1936 e 31-XII-1937, o município aprece constituído de 6 distritos: Petrolina, Santa Fé ex-São João Afrânio, Cahoeira do Roberto, Caboclo e Poço da Anta.

Pelo decreto-lei estadual nº 235, de 09-12-1938, o distrito de Cachoeira do Roberto. Foi extinto seu território anexados aos distritos de Afranio, Rajada e Poço Dantas. Pelo mesmo decreto-lei acima citado o distrito de Itumirim foi extinto, sendo seu território anexado ao município de Petrolina.

No quadro fixado para vigorar no período de 1944-1948, o município e constituído de 3 distritos: Petrolina, Afrânio e Rajada.

Pela lei municipal nº 19, de 31-10-1958, é criado o distrito de Cristália e anexado ao município de Petrolina.

Em divisão territorial datada de 1-VII-1960, o município é constituído de 4 distritos: Petrolina, Afrânio, Cristália e Rajada.

Pela lei municipal nº 10, de 06-09-1963, é criado o distrito de Curral Queimado e anexado ao município de Petrolina.

Pela lei municipal nº 11, de 06-09-1963, é criado o distrito de Dormentes e anexado ao município de Petrolina.

Pela lei municpal nº 12, de 06-09-1963, de é criado o distrito de Lagoa e anexado ao município de Petrolina.

Pela lei estadual nº 4893, de 20-12-1963, desmembra do município de Petrolina o distrito de Afrânio. Elevado à categoria de município.

Em divisão territorial datada de 1-I-1979, o município é constituído de 6 distritos: Petrolina, Cristalia, Curral Queimado, Dormentes, Lagoa e Rajada.

Pela lei estadual nº 10625, de 01-10-1991, desmembra do município de Petrolina, o distrito de Dormentes e Lagoa. Para formar o novo município de Dormentes.

Em divisão territorial datada de 17-I-1991, o município é constituído de 4 distritos: Petrolina, Cristália, Curral Queimado e Rajada.

Em divisão territorial datada de 2003, o município é constituído de 4 distritos: Petrolina, RA Centro, RA Oeste, RA Norte e RA Leste e os distritos de Cristalia, Curral Queimado e Rajada.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2005.

subir

Descrição e Fontes

Descição Detalhada dos Campos:

Dados Básicos

  1. População: Contagem da População 2007
  2. Área: Área da unidade territorial (km²)
  3. Bioma: (IBGE)
  4. Data de Instalação: Legislação Municipal Municípos Vigente (IBGE)
  5. Município de Origem: Legislação Municipal Municípos Vigente (IBGE)

Localização da Sede

  1. IBGE

Evolução Populacional

  1. População Residente (pessoas): Censo Demográfico 1991 (IBGE)
  2. População Residente (pessoas): Contagem Populacional 1996 (IBGE)
  3. População Residente (pessoas): Censo Demográfico 2000 (IBGE)
  4. População Residente (pessoas): Contagem Populacional 2007 (IBGE)

Pirâmide Etária

  1. População Residente (pessoas): Censo Demográfico 2000 (IBGE)

Casamentos

  1. Casamentos - registrados no ano - lugar do registro
  2. Separações judiciais - concedidas no ano - em 1a instancia - lugar da acao do processo
  3. Divórcios - concedidos no ano - em 1a instancia - lugar da acao do processo

Fonte: IBGE,Estatística do Registro Civil de 2008. Rio de Janeiro: IBGE, 2009. NOTA 1: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável. NOTA 2: Nos totais das Unidades da Federação e Brasil, não foram incluídas as informações das variáveis de Sem especificações, Ignorados e Estrangeiros.

Despesas e Receitas orçamentárias

  1. Receitas orçamentárias realizadas - Correntes
  2. Despesas orçamentárias realizadas - Correntes

Fontes: Ministério da Fazenda, Secretaria do Tesouro Nacional, Registros Administrativos 2007. NOTA 1: Os totais de Brasil e Unidades da Federação são a soma dos valores dos municípios. NOTA 2: Atribui-se a expressão dado não informado às variáveis onde os valores dos municípios não foram informados. NOTA 3: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável.

Docentes

  1. Docentes - Ensino fundamental - 2008 (1)
  2. Docentes - Ensino médio - 2008 (1)
  3. Docentes - Ensino pré-escolar - 2008 (1)

Fontes: (1)Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2008; (2)Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo da Educação Superior 2007; NOTA: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável.

Escolas

  1. Escolas - Ensino fundamental - 2008 (1)
  2. Escolas - Ensino médio - 2008 (1)
  3. Escolas - Ensino pré-escolar - 2008 (1)

Fontes: (1)Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2008; (2)Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo da Educação Superior 2007; NOTA: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável.

Matrículas

  1. Matrícula - Ensino fundamental - 2008 (1)
  2. Matrícula - Ensino médio - 2008 (1)
  3. Matrícula - Ensino pré-escolar - 2008 (1)

Fontes: (1)Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo Educacional 2008; (2)Ministério da Educação, Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais - INEP - Censo da Educação Superior 2007; NOTA: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável.

Estabelecimentos de Saúde

  1. Estabelecimentos de Saúde público federal
  2. Estabelecimentos de Saúde público estadual
  3. Estabelecimentos de Saúde público municipal
  4. Estabelecimentos de Saúde privado total

Frota Municipal

  1. Automóvel - Tipo de Veículo
  2. Caminhão - Tipo de Veículo
  3. Caminhão trator - Tipo de Veículo
  4. Caminhonete - Tipo de Veículo
  5. Micro-ônibus - Tipo de Veículo
  6. Motocicleta - Tipo de Veículo
  7. Motoneta - Tipo de Veículo
  8. Ônibus - Tipo de Veículo
  9. Trator de rodas - Tipo de Veículo

Morbidades Hospitalares

  1. Homens
  2. Mulheres

Fontes: Ministério da Saúde, Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde - DATASUS 2008. NOTA 1: Atribui-se zeros aos valores dos municípios onde não há ocorrência da variável. NOTA 2: Atribui-se a expressão dado não informado às variáveis onde os valores dos municípios não foram informados.

PIB

  1. Valor adicionado bruto da agropecuária
  2. Valor adicionado bruto da indústria
  3. Valor adicionado bruto dos serviços

Fonte: IBGE, Diretoria de Pesquisas, Coordenação de Contas Nacionais

subir

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu Recadinho


Glitter Text @ Glitterfy.com

UOL Notícias





Declaração Universal dos Direitos Humanos