segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Início de ano letivo: 2012



Tudo novamente!!!
Será?
Nada disso!!! É hora de novas
descobertas, novas experiências...
2012 é mais um ano de conquistas e
avanços.

Nós educadores mais
uma vez devemos nos preparar para recebermos e acolhermos as crianças com os mais
diversos sentimentos: incertezas, inseguranças, medos, euforias, alegrias,
expectativas, etc.


Algumas dicas:
·
Verificar as fichas dos alunos, observando as informações sobre cada criança.
Diante das fichas o
professor pode coletar alguns pontos que retratam um pouco da história de vida
dos alunos, o que é fundamental para o início de qualquer trabalho tanto de
sondagem como para futuras intervenções.

·
Criar atividades e situações que incentivem a proximidade das crianças
para que estreitem a relação, valorizem o contato. Para tanto, serão necessárias
as brincadeiras livres e alegres, que extrapolem a sala de aula.
·
Preparar a escola para receber também os pais, inclusive deixando a
vontade para visualizarem o ambiente e até observarem algumas atividades
realizadas com as crianças ao menos no primeiro momento, depois liberá-los para
que os alunos se sintam seguros no seu espaço escolar.
·
Elaborar murais coletivos com as crianças referentes ao que vivenciaram
no primeiro dia de aula.
·
Deixar disponíveis materiais e brinquedos para que venham a ser manuseados
pelas crianças e assim o professor possa analisar as preferências das crianças
para elaborarem dinâmicas e atividades reaproveitando o interesse dessas
crianças.
·
Realizar linha ou rodinha com as crianças após essas atividades
exploratórias, porque nesse momento as crianças já tiveram outros tipos de contatos
e consequentemente mais seguras entre si. O momento da linha ou rodinha como
também é conhecida, favorece a conversa informal, a exposição de preferências,
o que pensam, o que sentem, o que gostam, o que não gostam, de maneira tão pura
e natural que só as crianças conseguem sem mascarar nada.
·
Para as ações de acolhida durante a semana de adaptação e readaptação,
se faz necessário, contudo, PLANEJAMENTO, PROGRAMAÇÃO, ROTEIROS E PORQUE NÃO UM
PROJETO DINÂMICO. .
Alguns irão conhecer novos amigos, outros reencontrar os amigos por isso a necessidade
de nós adultos, planejarmos ações que tornem Cada momento mais prazeroso que
outro, atentos a inclusão e não ao escanteio.

Um comentário:

  1. Olá!!!Adorei seu cantinho!!! Mt legal, parabéns!!! Adoraria receber sua visitinha! Tá rolando um super sorteio de férias por lá, te convido a participar!!! Corra q ainda dá tempo!!! Bjossss

    ResponderExcluir

Deixe seu Recadinho


Glitter Text @ Glitterfy.com

UOL Notícias





Declaração Universal dos Direitos Humanos